Busca

Contribuição Sindical

Clique aqui e imprima seu boleto para sua contribuição sindical
Contribuição Sindical
Banner

Fenafar

Banner
Banner
Nutricosméticos ganham popularidade PDF Imprimir E-mail
Qua, 07 de Outubro de 2015 17:56
Oriente os consumidores durante a compra desses produtos
Os nutricosméticos chegaram ao mercado prometendo acabar com a carência de nutrientes de forma rápida e prática. As cápsulas da beleza, como ficaram conhecidas, são pílulas ricas em vitaminas, proteínas e minerais, conquistam consumidoras que buscam melhorar a aparência da pele e dos cabelos e livrar-se de problemas como as rugas, a flacidez e a queda dos fios.
Inserido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na categoria de alimentos funcionais, o composto tem venda livre e pode ser encontrado em farmácias e em estabelecimentos da área de beleza. Os especialistas, contudo, alertam para os perigos do uso indiscriminado do produto. Isoladamente, os nutricosméticos possuem baixa dosagem, mas a combinação de cápsulas que tenham um mesmo componente pode levar à intoxicação. Além disso, vale consultar um médico para conferir exatamente o nível de deficiência de cada nutriente no organismo.
A médica do ambulatório de dermatologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Dra. Paula Tavares Colpas, explica que alguns grupos devem ficar atentos aos ingredientes de cada cápsula. Diabéticos, por exemplo, precisam evitar aquelas que têm alta quantidade de açúcar em sua fórmula. É preciso estar atento também às reações alérgicas que os corantes das cápsulas podem causar. A médica ainda ressalta que os efeitos da ingestão dos nutricosméticos costumam demorar a aparecer. "Diferente do que muitos prometem, não existem milagres", afirma. Para quem procura resultados mais imediatos, recomenda-se aliar o consumo das pílulas com hábitos saudáveis, que incluem a prática de exercícios físicos e uma dieta rica em água, frutas e verduras.
Fonte: O Estado de S.Paulo
Foto: Shuttersock
nutricosmeticos 07100Oriente os consumidores durante a compra desses produtos
Os nutricosméticos chegaram ao mercado prometendo acabar com a carência de nutrientes de forma rápida e prática. As cápsulas da beleza, como ficaram conhecidas, são pílulas ricas em vitaminas, proteínas e minerais, conquistam consumidoras que buscam melhorar a aparência da pele e dos cabelos e livrar-se de problemas como as rugas, a flacidez e a queda dos fios.
Inserido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na categoria de alimentos funcionais, o composto tem venda livre e pode ser encontrado em farmácias e em estabelecimentos da área de beleza. Os especialistas, contudo, alertam para os perigos do uso indiscriminado do produto. Isoladamente, os nutricosméticos possuem baixa dosagem, mas a combinação de cápsulas que tenham um mesmo componente pode levar à intoxicação. Além disso, vale consultar um médico para conferir exatamente o nível de deficiência de cada nutriente no organismo.
A médica do ambulatório de dermatologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Dra. Paula Tavares Colpas, explica que alguns grupos devem ficar atentos aos ingredientes de cada cápsula. Diabéticos, por exemplo, precisam evitar aquelas que têm alta quantidade de açúcar em sua fórmula. É preciso estar atento também às reações alérgicas que os corantes das cápsulas podem causar. A médica ainda ressalta que os efeitos da ingestão dos nutricosméticos costumam demorar a aparecer. "Diferente do que muitos prometem, não existem milagres", afirma. Para quem procura resultados mais imediatos, recomenda-se aliar o consumo das pílulas com hábitos saudáveis, que incluem a prática de exercícios físicos e uma dieta rica em água, frutas e verduras.
Fonte: O Estado de S.Paulo
Foto: Shuttersock
 
RocketTheme Joomla Templates