Busca

Contribuição Sindical

Clique aqui e imprima seu boleto para sua contribuição sindical
Contribuição Sindical
Banner

Fenafar

Banner
Banner
Johnson & Johnson anuncia início de estudos clínicos contra o Ebola em Serra Leoa PDF Imprimir E-mail
Sex, 16 de Outubro de 2015 20:10
Regime que será testado utiliza uma combinação de dois componentes
A Johnson & Johnson anunciou na última quarta-feira (14/10) o início de um estudo clínico de segurança e imunogenicidade, de um regime de vacina preventiva contra o Ebola que está sendo desenvolvida pela Janssen, em Serra Leoa. O recrutamento para o estudo está em andamento e os primeiros voluntários já receberam a dose inicial da vacina. Este é o primeiro estudo realizado do regime de vacinação com dose inicial e reforço (prime-boost) da Janssen em um país do oeste africano afetado pela epidemia.
O regime que será testado utiliza uma combinação de dois componentes da vacina baseados na tecnologia AdVac® da Crucell Holland BV, empresa parte da Janssen, e a tecnologia MVA-BN® da Bavarian Nordic. Os voluntários do estudo recebem primeiro a dose AdVac para preparar o sistema imune e, depois de dois meses, será dada a dose de MVA-BN para reforçar a sua resposta imunológica, com o objetivo de potencialmente reforçar e otimizar da duração da imunidade.
"Nunca mais permitiremos que o Ebola cause o sofrimento humano que o mundo testemunhou no oeste da África e continuamos fortemente empenhados em ajudar a comunidade internacional no combate desta doença", disse o diretor científico e presidente mundial de farmacêuticos da Johnson & Johnson, Dr. Paul Stoffels.
Foto: Shutterstock
estudo ebola 15100Regime que será testado utiliza uma combinação de dois componentes
A Johnson & Johnson anunciou na última quarta-feira (14/10) o início de um estudo clínico de segurança e imunogenicidade, de um regime de vacina preventiva contra o Ebola que está sendo desenvolvida pela Janssen, em Serra Leoa. O recrutamento para o estudo está em andamento e os primeiros voluntários já receberam a dose inicial da vacina. Este é o primeiro estudo realizado do regime de vacinação com dose inicial e reforço (prime-boost) da Janssen em um país do oeste africano afetado pela epidemia.
O regime que será testado utiliza uma combinação de dois componentes da vacina baseados na tecnologia AdVac® da Crucell Holland BV, empresa parte da Janssen, e a tecnologia MVA-BN® da Bavarian Nordic. Os voluntários do estudo recebem primeiro a dose AdVac para preparar o sistema imune e, depois de dois meses, será dada a dose de MVA-BN para reforçar a sua resposta imunológica, com o objetivo de potencialmente reforçar e otimizar da duração da imunidade.
"Nunca mais permitiremos que o Ebola cause o sofrimento humano que o mundo testemunhou no oeste da África e continuamos fortemente empenhados em ajudar a comunidade internacional no combate desta doença", disse o diretor científico e presidente mundial de farmacêuticos da Johnson & Johnson, Dr. Paul Stoffels.
Foto: Shutterstock
 
RocketTheme Joomla Templates